Home

Acesso






Esqueceu sua senha?
Esqueceu seu nome de usuário?
Ainda sem conta? Registrar-se

Valor do ATR e valor médio da tonelada para fornecimento PDF Imprimir E-mail
Escrito por Thiago de Andrade Silva Assistente de Controle Agrícola da CANAOESTE   
Qui, 30 de outubro de 2008 10:33
 

Na safra 2007/2008, tivemos um fato novo, previsto há algum tempo: a aproximação do preço do kg de ATR do álcool e do açúcar.

Muitas unidades industriais que sempre produziram mais açúcar que álcool, e que sempre obtiveram preços do kg de ATR superiores à outras unidades industriais mais alcooleiras, obtiveram preços de fechamento do kg de ATR inferiores.

Na safra 2007/2008 os fornecedores associados à CANAOESTE forneceram cerca de 11,9 milhões de toneladas de cana, com teor médio de 146,99 kg de ATR e valor médio do ATR de R$ 0,2499 / kg, ou seja, um preço médio de R$ 36,7309 / ton.

O teor médio de ATR da safra 2007/ 2008 foi inferior ao da safra 2006/2007, que foi de 151,50 kg de ATR. Apenas relembrando, o valor médio do ATR e o preço médio da tonelada de cana da safra 2006/2007 foram de R$ 0,3592 / kg de ATR e R$ 54,4156 /ton, respectivamente, com uma redução, portanto, de 3,07% no teor de ATR,43,74% no preço do kg de ATR e 48,15% no preço da tonelada de cana.

A Tabela 1(abaixo) traz a quantidade de cana, o teor médio de ATR e os valores do ATR de fechamento da safra 2007/2008, de acordo com os mixes de produção de cada unidade industrial. As Regiões 2 e 3 tiveram valor do ATR de fechamento maior que R$ 0,2499/ kg, sendo que na Região 2 as Usinas Santa Elisa e Santo Antonio foram as únicas que tiveram valor superior ao valor da média do Estado de SP. Na Região 3, de forma geral, todas as usinas contribuíram significativamente para terem a maior média entre as regiões.

A Tabela 2 apresenta um ranking das unidades industriais em função do valor do ATR. Pode-se observar que a unidade industrial que mais se destacou, em relação ao valor do ATR, foi a Usina Carolo.

Todas as unidades industriais que fecharam com valor do ATR abaixo da média do Estado de SP, que foi R$ 0,2443/ kg de ATR, seguiram a média estadual.

A Tabela 3 traz um ranking por unidade industrial do valor médio da tonelada de cana para fornecimento. Nesta Tabela encontra-se outro perfil, pois este valor é resultado da multiplicação do valor do ATR, expresso em R$/kg, pelo teor de ATR médio, expressa em kg/t.

Pode-se observar que as unidades industriais que tiveram maior valor da tonelada de cana foram as Usinas Bazan e Bela Vista.

Apesar da Usina Moreno ter tido o mesmo valor de fechamento do ATR das Usinas Bazan e Bela Vista, seu teor de ATR fez com que ela ficasse no Grupo 2. Os Grupos 1, 2 e 3 tiveram valor da tonelada de cana acima da média da CANAOESTE.
Última atualização ( Sex, 14 de maio de 2010 09:39 )
 
Copyright © 2014 Agrofit. Todos os direitos reservados à .